M.US!C

sexta-feira, 30 de abril de 2010

Tudo Pode Dar Certo - Trailer Legendado

Estreia 'Tudo Pode Dar Certo', 44º filme de Woody Allen



Alguns metidos a críticos de cinema têm alardeado por aí que "Tudo Pode Dar Certo" é um filme ''menor'' de Woody Allen. É o tipo de comentário de quem quer ser mais real do que o rei, ou seja, mais Woody do que o próprio Woody. Bobagem pura. O 44º longa-metragem do cineasta é um Woody Allen puro sangue, como há tempos ele não realizava.
Antes de tudo, porque, depois de quatro longas rodados na Europa, Allen está de volta a Nova York, cidade que tão bem apresentou numa de suas obras-primas: "Manhattan" (1979) - ele fez 37 outros longas tendo a cidade como cenário. Depois, porque o diretor ataca com comédia ligeira, baseada nos seus cortantes diálogos. Falta Allen em cena? Falta. Mas ele está bem representado por Larry David, o criador das séries "Seinfeld" e "Curb Your Enthusiasm".
Mas vamos à história: Boris Yellnikoff (Larry David), físico que quase ganhou o prêmio Nobel e fracassou numa tentativa de suicídio, ganha a vida ensinando crianças a jogar xadrez. Mas ele não tem lá muita paciência e costuma ofender as crianças. Trata-se de um personagem amargurado com a vida e que, basicamente, despreza a raça humana (ele diz, por exemplo, que o cristianismo e o socialismo eram bons no papel, mas falharam porque cometeram o erro de acreditar que o homem era essencialmente decente).Mas, uma noite, enquanto volta ao seu apartamento, ele depara com Melodia St. Ann Celestine (a belíssima Evan Rachel Wood). A garota, que está perdida em NY, pede para ficar no apê de Boris ao menos por uma noite. O que acontece depois é previsível. Allen não apela, e Boris não vai se tornar um homem melhor porque está apaixonado pela ninfeta caipira.
Esse fiozinho de história faz com que Woody Allen desfile suas melhores piadas, principalmente aquelas que só um judeu pode fazer (como uma em que o personagem principal diz que todos os pais responsáveis deveriam levar seus filhos para passar férias em campos de concentração). O filme foi rodado em 2008, no auge da crise econômica que abalou o mundo e principalmente os EUA. Com "Tudo Pode dar Certo", Allen parece tentar difundir uma espécie de otimismo sem histeria. Um otimismo com inteligência. As informações são do Jornal da Tarde.

Sou Fã!!!

Tags: Cinema, Woody Allen, Tudo Pode Dar Certo, Jornal da Tarde

Very Hot

Escolher o vestido de uma ocasião importante sempre preocupa as mulheres.
Inspire-se no vermelho:



Já dizia Valentino, eterno amante da alma feminina e dessa cor: "Uma mulher de vermelho está sempre magnífica"!
















O vermelho é uma cor quente, sensual e muito significativa para as mulheres.

Tags:Valentino, vestidos vermelhos

quinta-feira, 29 de abril de 2010

Passeio por Oxford revela inspirações para "Alice no País das Maravilhas"

Personagens e cenários de "Alice no País das Maravilhas" foram inspirados no "mundo real", mais especificamente na cidade de Oxford, interior da Inglaterra, e na faculdade Christ Church. Lá, Lewis Carroll -Charles Dodgson, seu nome verdadeiro- viveu cerca de 50 anos e escreveu seu livro mais conhecido.


Espécie de castanheira centenária no jardim interno da Christ Church; a árvore teria inspirado o monstro Jabberwock

Oxford fica a aproximadamente 80 km a noroeste de Londres (50 minutos de trem) e é uma visita obrigatória para quem quer conhecer os cenários e personagens históricos que inspiraram as aventuras de Alice. Um tour pela universidade em que Carroll viveu e um passeio pelos pontos da cidade mais relevantes para sua obra podem ser feitos durante uma manhã, ambos acompanhados por guias.


Detalhe de vitral do refeitório da faculdade Christ Church com um retrato de Alice Liddell e uma ilustração de Alice com o flamingo

O livro de Carroll teria surgido de sua amizade com Alice Liddell, filha do reitor da Christ Church. Por isso, o ideal é começar o passeio com uma visita a essa universidade, que serviu também de inspiração para os filmes da série Harry Potter. A faculdade, uma das mais prestigiosas de Oxford, é ainda sede de diocese, e se orgulha de ter produzido 13 primeiros ministros, mais do que qualquer outra faculdade da cidade.

Em Christ Church, é possível visitar os jardins, pátios e salões que inspiraram Carroll, seus aposentos e a biblioteca onde trabalhou. Lá viveram também Alice e sua família, e é possível ver ainda hoje locais e objetos, como a porta do "jardim proibido", descritos no livro e usados como referência para as ilustrações "definitivas" de John Tenniel. Para compor o personagem da Rainha de Copas, a atriz Helena Bonham Carter visitou a universidade e passeou por seus jardins e praças.

"Alice nos País das Maravilhas" teria nascido durante passeios de barco pelos rios Tâmisa e Charwell, que passam ao fundo do terreno da faculdade. Carroll costumava levar Alice e suas irmãs para caminhar pelas margens do rio e andar de barco. Numa dessas vezes, contou às meninas o que viria a ser o embrião da história. Esse passeio ainda pode ser feito, e há uma empresa que faz o passeio de barco pelo Tâmisa durante o verão.

As margens do Charwell e a alameda de carvalhos que retorna do Tâmisa à faculdade são um belo passeio para se fazer num dia de sol, mesmo que sem fazer o passeio de barco.

Depois de visitar a Christ Church e passear às margens do Charwell e do Tâmisa, vale fazer um tour pelos pontos mais importantes da cidade. O Centro de Informações a Turistas (Tourist Information Centre), em Broad Street, faz passeios guiados (em inglês) pela cidade. Esses passeios incluem a Bodleian Library, uma das bibliotecas mais antigas da Europa, o Museu da História da Ciência --que guarda os equipamentos fotográficos de Carroll-- e o Museu de História Natural. Lá, há uma vitrine dedicada a "Alice", em que está exibição o esqueleto de dodo que teria inspirado Carroll a colocar esse animal no livro. Diz-se que ele se identificava com o animal, pois, sofrendo de uma leve gagueira, tinha dificuldade de pronunciar seu sobrenome, Dodgson: "Do-dodgson", dizia...


Vista geral da faculdade Christ Church, em Oxford, em que Charles Dodgson (1832-1898), ou Lewis Carroll, viveu por quase 50 anos.

Que maravilha!

Tags:Uol viagem, ANTONIO FARINACI

Coturnos

Se vc como eu, ama um look rock´n roll, uma ótima opção para o inverno são os coturnos.Com as influências do militarismo no guarda-roupa de inverno e as fortes referências do rock o coturno não deve sair dos pés.




Com leggings de couro, vestidos mais fluidos, camisetas despojadas ou com jeans skinnys.






look cheio de personalidade












Adoro!!!

Isabel Marant for kids









Tags;Isabel Marant

quarta-feira, 28 de abril de 2010

Alexander Wang

Alexander Wang é o que está acontecendo agora na moda americana.É um dos nomes mais citados da atual leva de designers.
















Tags: Alexander Wang, Vogue

Nk desfile importados

Nesta terça feira, muitas fashionistas se reuniram na Nk Store, loja de Natalie Klein nos Jardins.


Eu, claro não podia faltar neste evento...

glamurama.uol.com.br/


Spring Summer

Além das coleções spring summer das marcas importadas vendidas ali, a loja vai apresentar quatro novas etiquetas: Alexander Wang, Celine, Isabel Marant e Phillip Lim.



Com brindes da "Risqué penelope Charmosa" e Veuve Clicquot.

terça-feira, 27 de abril de 2010

Wet Leggings

Este é o modelo que realmente vai fazer a cabeça das mulheres no Outono Inverno 2010


Wet leggings pretas Iodice



Podem aparecer nos mais diversos materiais, como látex, lamê, couro e vinil.







Calças e leggings de couro são versáteis, nas versões mais opacas até as mais brilhantes.







Camisetas soltinhas (ou mais justinhas, porém longuinhas), blazers, cardigãs, vestidinhos, t-shirts e sandálias pesadas compõe o look.





Dica:O único requisito básico é o bom senso na hora de montar a produção e respeitar a sua forma física e o seu estilo.
Se as pernas estiverem mais grossinhas use com algo que cubra até acima do joelho.


Tags:Wet Leggings, Iodice

segunda-feira, 26 de abril de 2010

Maxicolares

A tendência dos maxicolares continua em 2010, como se viu nas passarelas e nos pescoços de muitas famosas.


Em 1961, no filme Bonequinha de Luxo, Audrey Hepburn levava no pescoço um belo colar com quatro voltas de pérolas.O maxicolar que ela usou nas gravações é objeto de desejo de muitas garotas do século 21.





Os maxicolares valorizam desde uma camiseta básica até um vestido de noite.






Dica:
Seja qual for a ocasião, prevalece a regra do bom senso: maxicolar dispensa maxibrincos e até qualquer brinco.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...